Inteligência artificial no esporte: startup brasileira na vanguarda do conhecimento científico mundial

O que os atletas fazem quando não treinam?
3 de maio de 2019

Estamos vivendo um momento de grande revolução científica e tecnológica. A Ciência pode ser entendida como uma área geradora de conhecimentos acadêmicos e práticos que resultam em novos produtos, serviços ou utilidades para a humanidade. A Tecnologia é um dos mecanismos para que essas descobertas científicas desenvolvidas nos centros de pesquisas e/ou laboratórios sejam disponibilizadas ou aplicadas (1).

Além disso, para obter sucesso neste mundo dinâmico em novidades, uma startup, requer cada vez mais um conteúdo tecnológico inovador que, invariavelmente, deriva de conhecimento, novo fruto, de descobertas inéditas da Ciência (2). Por outro lado, uma startup também pode gerar esse conhecimento científico, obter o know-how e disponibilizar, para que seja aplicado pela sociedade. Sendo desta forma que uma Sportech Brasileira atua.

A LOAD CONTROL juntamente com Pesquisadores da USP, UFMG, CEFET/MG e City Unity College da Grécia publicaram um artigo científico em uma das principais revistas da área de Ciências do Esporte, a Sports Medicine – Open. O estudo apresenta o estado da arte da Inteligência Artificial (IA) aplicada no Esporte Coletivo. Quais modalidades mais utilizaram a IA para otimizar o rendimento e reduzir o risco de lesão dos atletas; predominando as Redes Neurais Artificiais para predizer o rendimento esportivo no Basquete e o risco de lesão no Futebol (3).

O link com acesso livre para o estudo será disponibilizado em breve, acompanhe as nossas redes sociais para se manter informado.

REFERÊNCIAS:

  1. Rosenbaum R. O mundo da ciência, tecnologia e inovação. Cartilha (SIMI). 2017.
  2. Vilela E. A ciência e o desenvolvimento das startups. Acesso em: http://www.simi.org.br/coluna/a-ciência-e-o-desenvolvimento-das-startups. 2017.
  3. Claudino JG, Capanema, DO, Souza TV, Serrão JC, Pereira ACM, Nassis GP. Current approaches to the use of artificial intelligence for injury risk assessment and performance prediction in team sports: a systematic review. Sports Medicine – Open. 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.